Cantare Estórias e os PCNs: um estudo

A pluralidade cultural da obra Cantare Estórias

Indicação
Ensinos: Fundamental e Médio. Um estudo conforme os Parâmetros Curriculares Nacionais.

Itens promovidos pela obra:
• Pluralidade cultural: valorização de culturas diferentes: letradas e iletradas, urbanas e rurais.
•Interdisciplinaridade: valorização das Ciências Naturais e Sociais: promoção de conhecimento de mitologia, da astronomia, de aspectos geográficos e fatos históricos.
•Recursos linguísticos da obra: valorização de efeitos estilísticos: usos de vocábulos de origem tupi, vocábulos arcaicos, recursos da lírica ao longo da narrativa, usos de recursos da língua oral no texto escrito, valorização da metalinguagem, valorização de jogos semânticos e neologismos.
•Cantigas populares: valorização de provérbios, parlendas, quadrinhas, cantiga de roda, aboios, desafios, jogos linguísticos (rimas rápidas) e romances em verso (gestas).
Diferentes gêneros:
• Narrativo: culto e sertanejo (causos)
• Lírico: poesia: culta e popular
Um recorte para ilustrar alguns recursos citados:
“Fui fazendo uns nós em cipós para entreter algum curupira, que me seguisse… – se diz: quando encontra um nó o ente-anhanga desenrola, desenrola e fica entretido… Um tronco-piúca: ybira-puera caído… orelha-de-diabo e orquídeas agarradas.”
(Uma Caçada de Onça, Cantare Estórias, pg
49)

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: